Fabrice Amedeo, um marinheiro mais que nunca comprometido com a preservação dos oceanos

Fabrice Amédéo à l’entrainement à bord de l’IMOCA Newrest - Art & Fenêtres, Baie de Quiberon le 19 juin 2020, photo © Jean-Marie LIOT - www.jmliot.com

Quase um ano após o início de nossa parceria, a Fabrice Amedeo deu início ao 9º Vendée Globe, que teve início no domingo, 8 de novembro.

Em seu iate, que já está equipado com o sensor oceanográfico dedicado a medir a salinidade, temperatura, níveis de CO2, bem como o conteúdo de microplásticos, e após um primeiro teste conclusivo do dispositivo durante o Vendée-Arctique-Les Sables d’Olonne, chegou o momento de coletar esses dados em todo o mundo. Uma oportunidade sem precedentes: adquirir conhecimento sobre a qualidade da água durante um período de três meses, em todos os mares do planeta, onde nenhum pesquisador jamais colheu uma amostra.

 

Durante esta nova aventura, nosso navegador também testará dois sistemas, OSCAR e Whale Shield, projetados para evitar colisões com OFNIs (objetos flutuantes não identificados) e cetáceos. Avanços tecnológicos que nos permitem respeitar o ambiente no qual ele navegará e protegê-lo de possíveis acidentes.

O Vendée Globe é, até o momento, a única regata de veleiro de volta ao mundo, sozinhos, sem paradas e sem assistência. No contexto atual, participar dele este ano é uma oportunidade, que ele também vê como uma responsabilidade.

«Isso faz com que você esteja ainda mais interessado em compartilhar a aventura com todos aqueles que estão ficando em terra. Recebemos permissão para partir e faremos de tudo para fazer sonhar o maior número possível de pessoas», expressa o marinheiro, um ex-jornalista das equipes do Figaro. Fabrice Amedeo sempre se esforçou para descrever sua vida diária no mar, compartilhar suas alegrias e dúvidas. É uma convicção profunda e uma forte fonte de motivação.

Para ele, um amante indiscutível das manhãs, esta abordagem científica deve ser acompanhada por um projeto de conscientização entre as gerações mais jovens. Assim, há mais de um ano, uma equipe vem trabalhando em parceria com a Fondation de la Mer e o Ministério da Educação francês para produzir um kit educacional. Trata-se de um livreto intitulado “Cetáceo! O oceano bebe a xícara”. Através das páginas, exercícios, jogos e atividades propostas, os jovens leitores aprenderão sobre os oceanos e descobrirão como eles são frágeis. Isto permitirá que as classes de CM1 a 5a sigam o Vendée Globe através do prisma da preservação do oceano.